Let it be †

Let it be †
All Mota
Todos os textos escritos neste blogue são escritos pela autora, caso contrário estão devidamente identificados. Agora sobre mim? Bem, sou portuguesa, tenho uma irmã gémea, tudo o que aqui escrevo tem um motivo, uma razão e um porquê e em cada um é diferente, tenho um auto controlo de nível médio, mas em termos de confiança supero-me, tenho gostos e desgostos como toda a gente e de cada erro que cometo levo de cada um uma aprendizagem, sou uma pessoa calma, mas também tenho os meus momentos de loucura e também me torno bastante impaciente quando tem que ser. Sou altruísta e detesto-me por isso, defendo que nem todos os irmãos têm de ser de sangue, e como sempre quis ter um irmão da minha idade e outro mais velho tornei o meu desejo realidade. Adoro estar nos braços de um rapaz, mas tudo tem um fim e tudo acaba bem, e se não acabou bem, é porque ainda não chegou ao fim. xo-xo

† facebook † tumblr † seguir-me
02.2011 03.2011 04.2011 05.2011 06.2011 07.2011 08.2011 09.2011 10.2011 11.2011 12.2011 01.2012 03.2012 04.2012 05.2012 07.2012 11.2012 02.2013
layout : drivefaraway
icon : violetbirdy
(ultrapassar)
Friday, March 9, 2012 @ 2:32 PM | comment (29)

Tumblr_m0mdmaganu1r5pas6o1_500_large

X_f163f153_large

Tumblr_lx0w1q7boz1r41313o1_500_large
Apagar a memória, sem medo de a perder para sempre, esquecer tudo, cada momento, cada minuto, cada passo e cada palavra, cada promessa e cada desilusão. Vou sair, bater com aporta e apanhar o primeiro comboio que partir, sem saber o destino ao certo, sem olhar para trás, chegar ao local e deitar tudo fora, queimar cartas, fotografias, apagar memórias, guardar apenas recordações bem junto ao coração, esquecer a voz e lembrar para sempre o teu rosto.
Tudo tem um fim, nem que seja quando a vida acaba, o que sentia e o que ainda hoje sinto por ti será sempre algo que me ultrapassa. Parti porque sabia para onde ia, ou não, saberei mesmo? Vou a tua procura, à procura do rapaz que conheci. A natureza, ela, tem sido a minha única companhia: o sol, o mar, o vento, a lua, faz parte. Quem parte volta, assim que voltar ao ponto de onde parti sei que vais estar lá à minha espera. (acordei, não passou de mais um sonho mas (...) deixa-me sonhar, lá tu consegues amar-me mais do que eu a ti)
all mota


ps: mudei o nome do blog, mas eu continuo a mesma, espero que gostem ;)

Labels:




Older Posts & Newer Posts