Let it be †

Let it be †
All Mota
Todos os textos escritos neste blogue são escritos pela autora, caso contrário estão devidamente identificados. Agora sobre mim? Bem, sou portuguesa, tenho uma irmã gémea, tudo o que aqui escrevo tem um motivo, uma razão e um porquê e em cada um é diferente, tenho um auto controlo de nível médio, mas em termos de confiança supero-me, tenho gostos e desgostos como toda a gente e de cada erro que cometo levo de cada um uma aprendizagem, sou uma pessoa calma, mas também tenho os meus momentos de loucura e também me torno bastante impaciente quando tem que ser. Sou altruísta e detesto-me por isso, defendo que nem todos os irmãos têm de ser de sangue, e como sempre quis ter um irmão da minha idade e outro mais velho tornei o meu desejo realidade. Adoro estar nos braços de um rapaz, mas tudo tem um fim e tudo acaba bem, e se não acabou bem, é porque ainda não chegou ao fim. xo-xo

† facebook † tumblr † seguir-me
02.2011 03.2011 04.2011 05.2011 06.2011 07.2011 08.2011 09.2011 10.2011 11.2011 12.2011 01.2012 03.2012 04.2012 05.2012 07.2012 11.2012 02.2013
layout : drivefaraway
icon : violetbirdy
tubo de ensaio
Thursday, May 3, 2012 @ 6:12 PM | comment (18)





Não sou de escrever sobre o amor, certamente vêem-me como uma pessoa assim, mas se escrevo sobre o amor, faço com que não se perceba, e se vocês perceberem preocupem-se, vocês podem estar a enlouquecer como eu. Mas, bem, tudo esta ligado entre si, se contarmos uma mentira aqui, ali atrás já se vai saber, e podemos magoar alguém com ela, mesmo não sabendo, temos que aprender a ter cuidado e a agir da maneira certa, e caso erremos, temos que aprender com eles, mas há quem não aprenda, como eu, que tem que voltar a repeti-los vezes sem conta para ter mesmo a certeza de que é um erro. "PÁRA!" faz um eco na minha cabeça, na minha consciência, dói, dói muito mesmo. Em certas alturas tenho medo de agir, de dar um passo em falso e perder tudo, a minha vida é como um castelo de cartas, se não estiver construída da maneira certa tudo acaba, mas há uma coisa em mim que ninguém pode duvidar: eu não desisto. Se falarmos relativamente ao amor, talvez o suposto assunto que é duvidado e "deitado fora" nos dias de hoje, sou sempre o lado que ama mais, mas bem, isso era no passado e antes que ainda fosse no presente, arregacei as mangas e parei com isso, quem me quer amar que ama, que corra atrás de mim, quem me ama saberá sempre onde me encontrar. Não faço questão de escrever sobre cada pessoa que amo, ou que julgo amar, mas é sempre bom poder partilhar uma parte da nossa vida que não conseguimos partilhar com ninguém, por isso partilhámos aqui, com certos "desconhecidos", sendo mais fácil. E quando há qualquer coisa que nos intriga, não vamos simplesmente a correr para um médico para saber o que se passa, não! Agora, vá, vou dormir, lá posso sonhar contigo, connosco, lá tu amas-me, boa noite.
xoxo, all mota

Labels:




Older Posts & Newer Posts