Let it be †

Let it be †
All Mota
Todos os textos escritos neste blogue são escritos pela autora, caso contrário estão devidamente identificados. Agora sobre mim? Bem, sou portuguesa, tenho uma irmã gémea, tudo o que aqui escrevo tem um motivo, uma razão e um porquê e em cada um é diferente, tenho um auto controlo de nível médio, mas em termos de confiança supero-me, tenho gostos e desgostos como toda a gente e de cada erro que cometo levo de cada um uma aprendizagem, sou uma pessoa calma, mas também tenho os meus momentos de loucura e também me torno bastante impaciente quando tem que ser. Sou altruísta e detesto-me por isso, defendo que nem todos os irmãos têm de ser de sangue, e como sempre quis ter um irmão da minha idade e outro mais velho tornei o meu desejo realidade. Adoro estar nos braços de um rapaz, mas tudo tem um fim e tudo acaba bem, e se não acabou bem, é porque ainda não chegou ao fim. xo-xo

† facebook † tumblr † seguir-me
02.2011 03.2011 04.2011 05.2011 06.2011 07.2011 08.2011 09.2011 10.2011 11.2011 12.2011 01.2012 03.2012 04.2012 05.2012 07.2012 11.2012 02.2013
layout : drivefaraway
icon : violetbirdy
pois, parece que sim
Friday, April 29, 2011 @ 7:34 PM | comment (11)



I did not like being "used"
Desculpa lá gajo, mas hoje sabes bem que não me deixaste da melhor maneira, podes-me dizer que fumaste e depois quando estávamos a falar do assunto disseste que tinhas bebido e agora ? não sei mesmo como esta a nossa relação ! «Estão todos a rir-se na minha cara, há rumores sobre esse outra rapariga. Fazes-lhe o mesmo como quando estavas comigo ? Ela a ama-te como eu te amava ? Tu esqueceste-te de todos os planos que fizemos ? Porque, amor ? eu não esqueci. Deveria ser eu a segurar a tua mão, deveria ser a fazer-te rir, deveria ser eu, é tão triste, deveria ser eu a sentir o teu beijo, deveria ser eu a comprar-te presentes, é  tão errado, não posso seguir sem tu creres, que essa deveria ser eu. Tu disseste que precisava dar um tempo dos meus erros, engraçado como tu usaste esse tempo para me substituir.Tu achaste que eu não ia ver-te sair,  ir ao cinema ? O que estás a fazer comigo, tu estás a levá-la para onde nós iamos, agora estás a tentar magoar-me e está a funcionar, tu sabes que sim.»

(acho que preferia quando ainda não nos tinhamos beijado, eu quis muito isso e agora : ups)



Labels:




feelings (3) :
Tuesday, April 26, 2011 @ 7:15 PM | comment (6)


«Chorar não resolve, falar pouco é uma virtude, aprender a colocar-se em primeiro lugar não é egoísmo. para qualquer escolha se segue alguma consequência, vontades temporárias não valem a pena, quem faz uma vez não faz duas necessariamente, mas quem faz dez, com certeza faz onze. perdoar é nobre, esquecer é quase impossível. quem te merece não te faz chorar, quem gosta cuida, o que está no passado tem motivos para não fazer parte do seu presente, não é preciso perder para aprender a dar valor, e os amigos ainda se contam pelos dedos. aos poucos percebes o que vale a pena, o que se deve guardar para o resto da vida, e o que nunca deveria ter entrado nela. não há como esconder a verdade, nem há como enterrar o passado, o tempo sempre vai ser o melhor remédio, mas os seus resultados nem sempre são imediatos.»


Labels:




just like this
Friday, April 22, 2011 @ 8:30 PM | comment (8)



Se me perguntarem quantas vezes por dia penso em ti eu não saberia responder. Cada vez que penso «nele» o que sinto começa de novo e torna-se cada vez mais forte e em cada segundo ganho mais coragem de continuar a lutar pelo teu «amo-te». Quero viver contigo o que ainda não vivemos.
Vamos para um lugar que ambos adoramos juntos ? Praia ?


Tumblr_libqhcipcj1qaqj2yo1_400_large



all right
Wednesday, April 20, 2011 @ 6:29 PM | comment (25)



O amor é cego e leva-nos a cometer loucuras.

Tumblr_lemxj86vzq1qzmy30o1_500_large


p.s. : OBRIGADA Ana.
p.s.2 :  amanhã escrevo um post novo, pode ser ? (hj não me apetece :o)

Labels:




há dias em que :
Monday, April 18, 2011 @ 9:22 PM | comment (21)

há dias em que me apetece armar-me em heroína e ajudar toda a gente :

Tumblr_lfuy62qjwo1qfgyawo1_400_large




ps : o meu blogue ainda se encontra em remodelações (porque reparei que o modelo que eu tinha 
escolhido não dava para depois me comentarem -.-), mas esta quase pronto, 

agradeço desde já à Ana que me ajudou, mt OBRIGADA mesmo !




felings (2)
Sunday, April 17, 2011 @ 9:04 PM | comment (5)

just that :

Labels:




feeling (1)
Saturday, April 16, 2011 @ 11:27 AM | comment (29)

«aquilo que separa as pessoas não são as ideias, nem as crenças nem as opiniões políticas, 
são os sentimentos e gerir esses sentimentos é um acto de verdade que requer coragem»

Labels:




quero e não quero
Tuesday, April 12, 2011 @ 10:57 AM | comment (16)

198940_1834787156801_1454120716_32007966_7236019_n_large
Quero-vos contar uma coisa, é a melhor maneira, deitar tudo cá para fora ! :
Era dia 11 de Abril de 2011 por volta das 8:40 da manhã, os meus pais tiveram uma discussão no domingo a noite e na segunda feira de manhã a minha mãe já tinha saído de casa muito cedo, o que não era habitual, eu e o mau pai tentamos ligar-lhe, mas eu não sabia de nada sobre a discussão e então eu fui de tarde para o centro da cidade com uns amigos. Passamos uma tarde fixe, mas por volta das cinco da tarde a minha mãe liga-me a contar tudo o que se passava, para não me preocupar que ela estava bem e para não estranhar se ela nessa noite não fosse dormir a casa, as lágrimas corriam-me pelos olhos e a minha mãe pedia-me para não chorar que ela estava bem, apenas precisava de tempo e eu conheço-a, ela precisa mesmo de espaço e de tempo, eu deixei, mas não consegui conter as lágrimas, era impossível. Fui ter com a minha melhor amiga, que não altura não se encontrava comigo, abracei e contei-lhe tudo, só que ela teve de ir embora então eu voltei para o lado de um (ex) amigo, de um amigo, da minha irmã e de uma amiga. O meu tal (ex) amigo abraçou-me, disse para não chorar mais, voltamos a falar um para o outro e ele disse-me «Eu já passei pelo mesmo, estou aqui para o que precisares. Vá limpa essas lágrimas e quando chegarmos à esca eu quero ver o teu sorriso» e eu fiquei do tipo "voltamos a falar na pior altura, mas obrigada, muito obrigada R". Fiquei até as sete da tarde na avenida, fomos levar um amigo a casa e depois fomos nós as três, as raparigas, um bocado do caminho e separamo-nos.Fui para casa da minha "tia" e só me decidi a voltar para minha casa quando eram onze da noite. Cheguei a casa e a minha mãe não estava lá, só o meu pai. Veio-me perguntar o que a minha mãe me tinha dito e perguntou-me se eu tinha estado com ela e eu disse «não, nós não tivemos com a mãe» e ele não acreditava. Fui para o quarto, eu mais a minha irmã, mandei mensagem ao Nuno e ele fez com que eu não chorasse, com que sorrisse e acreditasse que amanha ia ser um dia melhor, que ele me ia tornar o dia melhor , (sinceramente eu acho que ele vem ter comigo, era a melhor coisa que me acontecia mesmo). Eu sei que não devia estar a dizer isto, mas por um lado acho que a separação dos meus pais era a melhor opção, acho mesmo.
[ps : esta história é real e aconteceu comigo muito recentemente, aconteceu ontem, dia 11 de Abril]

Labels:




uma das filosofias da vida
Sunday, April 3, 2011 @ 12:28 PM | comment (31)

Eu erro, tu erras, ele erra, nós erramos, vós errais, eles erram.
Eu caio, tu cais, ele cai, nós caímos, vós caís, eles caem.
Eu choro, tu choras, ele chora, nós choramos, vós chorais, eles choram
Eu levanto, tu levantas, ele levanta, nós levantamos, vós levantais, eles levantam.
Eu continuo, tu continuas, ele continua, nós continuamos, vós continuais, eles continuam.
Eu sorrio, tu sorris, ele sorri, nós sorrimos, vós sorris, eles sorriem.
Eu vivo, tu vives, ele vive, nós vivemos, vós viveis, eles vivem
Eu amo, tu amas, ele ama, nós amamos, vós amais, eles amam.
Eu erro (outra vez), tu erras, ele erra, nós erramos, vós errais, eles erram.


tudo começa mais ou menos assim :
Tumblr_ligygv0itr1qe42eqo1_500_large


[cliks]

Labels:




Older Posts & Newer Posts