Let it be †

Let it be †
All Mota
Todos os textos escritos neste blogue são escritos pela autora, caso contrário estão devidamente identificados. Agora sobre mim? Bem, sou portuguesa, tenho uma irmã gémea, tudo o que aqui escrevo tem um motivo, uma razão e um porquê e em cada um é diferente, tenho um auto controlo de nível médio, mas em termos de confiança supero-me, tenho gostos e desgostos como toda a gente e de cada erro que cometo levo de cada um uma aprendizagem, sou uma pessoa calma, mas também tenho os meus momentos de loucura e também me torno bastante impaciente quando tem que ser. Sou altruísta e detesto-me por isso, defendo que nem todos os irmãos têm de ser de sangue, e como sempre quis ter um irmão da minha idade e outro mais velho tornei o meu desejo realidade. Adoro estar nos braços de um rapaz, mas tudo tem um fim e tudo acaba bem, e se não acabou bem, é porque ainda não chegou ao fim. xo-xo

† facebook † tumblr † seguir-me
02.2011 03.2011 04.2011 05.2011 06.2011 07.2011 08.2011 09.2011 10.2011 11.2011 12.2011 01.2012 03.2012 04.2012 05.2012 07.2012 11.2012 02.2013
layout : drivefaraway
icon : violetbirdy
feelings (8)
Wednesday, June 29, 2011 @ 2:31 PM | comment (40)

 

«Se tu não estás em casa, eu vou sentar-me aqui na tua entrada, abotoo o  meu casaco e espero. Vamos subir, fechar as cortinas e nós estamos prontos para pegar de onde paramos, novamente. Há pontos de interrogação pendurados sobre nós, mas não vamos dar a hora do dia, porque tudo o que temos são esses poucos segundos roubados e não podemos deixá-los ir para o lixo. As estrelas colidem, chegamos de volta à vida, as faíscas voarão, um olhar nos teus olhos, o meu coração está aberto. Eu sei que o tempo está a passar a correr agora, mas nós vamos segurar o sol de alguma forma. Ver o céu? Ainda temos esta noite. São 09:00 horas e estou a arrumar cada mala, deixá-lo na tua cama tão quente. Eu vou fazer o meu melhor para não te acordar mas é inútil, não pode, em ponta dos pés, não dá mais. Vai ficar muito mais difícil, antes que fique melhor basta dizer que vais esperar por meus passos na escada e eu vou andar para trás dessa porta. Portanto, vamos manter os olhos abertos porque não há tempo para fechá-los, apenas segura, está tão apertado agora, mas nós ainda temos esta noite », ainda não consigo aceitar isto, ainda não o consigo dizer, ainda não te consigo chamar de ex-melhor amigo, não consigo. 

Labels:




he's
Monday, June 27, 2011 @ 6:55 PM | comment (50)

(eu e a Joana decidimos escrever cada uma de nós um texto com o seguinte tema: rapazes. e colocar o da 
outra no nosso blog. espero que gostem, está lindo! sigam-a, ela merece mesmo)




«Eles entram, tomam o nosso coração e, quando menos esperamos, saem da nossa vida deixando-nos sem nada. Partem-no em pedaços, que o vento vai levando ao passar do tempo, e fazem dele um objecto vulgar. Iludem-nos com as mais belas palavras, dizem-nos que querem um “para sempre” a nosso lado, mas no final não passa tudo de um insignificante jogo. E nós? Nós, no fundo, ainda ficamos a pensar: “Será que fui eu que errei?” Não, não fomos nós que erramos. Nós só queríamos alguém que nos amasse, que nos protegesse do frio e que nos calasse com um beijo profundo e quente. Ou então apenas a sua simples presença no nosso dia já era suficiente. Somente isso. Não te continues a culpar e a desprezar tudo o que em ti existe. Eles simplesmente entram na altura em que estás no fundo do poço, perdida na injustiça da vida e banhada em lágrimas sofridas. É aí que atacam e, sem perder tempo, devolvem-te o sorriso e a vontade viver há muito perdida. Mas o que tu não sabes é que essa súbita felicidade tem o tempo contado. Eles querem uma rapariga “boa onda”, que lhes faça todas as vontades, que os faça sentirem-se amados, para depois, quando se fartarem da tal rapariga, deixarem-na por aí, na escuridão da noite, às mãos de qualquer delinquente que vagueie as noites. Ao princípio, tudo é muito bonito. Não digo que não. Mas ao fim de muitas desilusões, começas a perceber, sem a ajuda do dicionário, que a definição de rapaz é qualquer coisa como: “Pessoa inútil e sem sentimentos. Desprezível. Não se importa com nada e só quer sexo, álcool e drogas para animar as noites. Ilude raparigas perfeitas, matam-nas por dentro e, por fim, tornam-nas em mulheres da noite. Mulheres vulgares e semelhantes a eles.” Nada mais para além disso. Pensam que somos semelhantes a Barbies. Perfeitas, articuladas e sem sentimentos. Podem fazer tudo o que querem connosco e depois enfiam-nos para uma gaveta qualquer. A apodrecer durante meses, anos, talvez para sempre. Sem sentirem alguma sensação de culpa, apenas desprezo e frieza nas suas atitudes. Em partem, nós somos as culpadas, deixamos que eles entrem na nossa vida. Mas não há nada a fazer, caímos sempre nas suas falinhas mansas. Não te critiques por seres ingénua demais, eu também sou. Mas os rapazes são assim mesmo. Vazios, sem qualquer sentimento que os invada durante a noite e que os impeça de dormir. Não passam horas a olhar para uma curta mensagem e não têm dores no peito quando a saudade aperta lá dentro. Não são derrubados pela vida mil e uma vezes ao dia e desconhecem a sensação de serem julgados e criticados por amarem. Não tem a cabeça contra o coração constantemente. Eles não sabem o que é serem obrigados a trancarem o seu coração, para sempre, sem mais excepções. Não sabem e nunca vão saber»
p.s: cheguei aos 100 seguidores, obgd a todos/as !

Labels:




ups (3)
Sunday, June 26, 2011 @ 2:39 PM | comment (20)


Se as pessoas que falam mal de mim soubessem o que penso delas, 
falariam muito mais, mas todos nós nascemos originais e morremos cópias, correcto ? 



Labels:




feelings (7) :
Saturday, June 25, 2011 @ 11:17 AM | comment (23)

Não, não consigo não chorar quando penso naquilo, quando penso que já estas com outra que está no meu lugar, quando li aquilo «este homem está indisponivel» partiu-me o coração, as lágrimas começaram a cair tão rapidamente, não entendi. Desejei-te as felicidades, quando essas felicidades deviam ser com o meu e o teu «nós», não com outra rapariga. Quando me disseste «Vou ser ! Tu tiveste a tua oportunidade e não a aproveitaste, olha é a vida» depois de eu te ter dito «Sê feliz», fui-me abaixo, não consegui ser aquele «forte» que eu sou, sim, tu conseguiste, tu conseguiste deitar-me abaixo. Sim, eu perdi a minha oportunidade, mas sabes que mais, eu sou forte, demasiado forte e há masis rapazes por aí, prefeitos ? nenhum; iguais a ti ? espero que nenhum, pois cansei de gostar e me apaixonar por rapazes como tu. Amei-te muito, sim é verdade, mas da mesma maneira que tu me conseguiste dizer «olá» irá ser da mesma maneira que eu te conseguirei dizer «adeus». Vou sair e divertir-me sem ti. Já consigo dizer-te adeus, agora que sim, me deixaste mesmo sozinha.

Labels: ,




summer
Thursday, June 23, 2011 @ 3:24 PM | comment (26)

O Verão finalmente chegou ! Já não era sem tempo não é ? Sim ! Agora que o Verão esta aí vamos todos para a piscina, para a praia, vamos nos divertir «à grande e à francesa». Verão é assim mesmo sinónimo de liberdade, de euforia, de calor, de sorrisos, de diversão, de pouca roupa, de bikinis, de calçoes, de loucuras, de simplicidade, de bronze, de amizade(s), sem namoros, sem impedimentos para fazermos o que bem queremos. Verão é Verão e temos de fazer com que ele se torne sempre o melhor a nossa maneira. Eu quando for para a praia (com os meus pais) só preciso de sete coisas : toalha, fato, prancha, protector solar nivea, barbatanas, mar e bikini. Se for com os amigos só preciso de cinco coisas : toalha, bikini, protector solar nivea, mar e amigos ! Já alguma vez foram para a praia a noite ? É simplesmente linda ! kisses @


Beach, beach, beach, beach, beach,  beach, beach, beach, beach
Friends, friends, friends, friends, friends, friends, friends, friends 
Style, style, style, style, style, style, style, style, style, style, style
Style, style, style, style, style, style, style, style, style, style, style
Fuck the boyfriends i just wanna the friends, Fuck the boyfriends i just



Labels:




that's all
Tuesday, June 21, 2011 @ 4:45 PM | comment (38)

Chegou a hora de abrir mão de ti e deixar-te partir, é o fim.
(we only say goodbye with words. Eu já não preciso de te para me dizer aquele «amo-te» todas as noites, já não preciso de ti para me apoiar quando me vou abaixo, eu já não preciso de ti para me amar, eu já não preciso de ti para me abraçar sempre que me vê, eu já não preciso de ti para me mostrar o quão eu era feliz, eu já não preciso de ti para me segurar a mão, eu já não preciso de ti para me fazer sentir bonita, eu não preciso de ti para me ajudar a levantar quando caía, eu já não preciso de ti para me secar as lágrimas, eu não preciso de ti para me fazer sair de casa, eu não preciso de ti para me fazer adormecer a sorrir, eu não preciso de ti para mais nada, eu viro-me sozinha e também tenho amigos. Agora só preciso de ti para desapareceres da minha vida, eu «tô nem aí» para ti, infelizmente amei-te. Goodbye my lover, kiss kiss loveu)

Labels:




ups (2)
Monday, June 20, 2011 @ 3:56 PM | comment (18)

Sinceramente o que sinto agora ? Só quero (os) amigos, para mim, por agora, rapazes só como amigos, não quero relações agora, para quê ? Para depois ser chamada de «namoro de verão» ? Não obrigada. O verão está aí e vou sair, diverti-me sem ele, sem ti. Verão é igual a tudo só com os amigos(as), sem namorados, that's it.
kiss kiss followers 



[cliks]

Labels: ,




Feelings (6) :
Tuesday, June 14, 2011 @ 5:29 PM | comment (27)


Domina as tuas emoções e acredita que com a hipocrisia dos outros é aquela com que melhor podes. És uma miúda fantástica e crê nas tuas decisões. a hipocrisia é o fracasso dos convencidos.

Labels:




feelings (5):
Monday, June 6, 2011 @ 6:12 PM | comment (16)


Works, do that, make it, make, harder, better, faster, more unexpected, stronger, more interesting, more quality, improve and be very happy.
AMO! (FOTOGRAFIA : ANDREIA MOTA)

Labels:




Older Posts & Newer Posts