Let it be †

Let it be †
All Mota
Todos os textos escritos neste blogue são escritos pela autora, caso contrário estão devidamente identificados. Agora sobre mim? Bem, sou portuguesa, tenho uma irmã gémea, tudo o que aqui escrevo tem um motivo, uma razão e um porquê e em cada um é diferente, tenho um auto controlo de nível médio, mas em termos de confiança supero-me, tenho gostos e desgostos como toda a gente e de cada erro que cometo levo de cada um uma aprendizagem, sou uma pessoa calma, mas também tenho os meus momentos de loucura e também me torno bastante impaciente quando tem que ser. Sou altruísta e detesto-me por isso, defendo que nem todos os irmãos têm de ser de sangue, e como sempre quis ter um irmão da minha idade e outro mais velho tornei o meu desejo realidade. Adoro estar nos braços de um rapaz, mas tudo tem um fim e tudo acaba bem, e se não acabou bem, é porque ainda não chegou ao fim. xo-xo

† facebook † tumblr † seguir-me
02.2011 03.2011 04.2011 05.2011 06.2011 07.2011 08.2011 09.2011 10.2011 11.2011 12.2011 01.2012 03.2012 04.2012 05.2012 07.2012 11.2012 02.2013
layout : drivefaraway
icon : violetbirdy
boys boys
Sunday, July 31, 2011 @ 6:05 PM | comment (49)



«O amor verdadeiro não tem um final feliz simplesmente não tem final.», sim considero uma enorme verdade mas não gosto de perder tempo a ouvir canções, ditados ou até mesmo a ler poemas de amor pois para mim isso nunca daria nenhum resultado ! Não existem distâncias impossíveis de alcançar, logo também não existem amores impossíveis de durar, só tem que haver uma pequena batalha que no fim nos irá fazer as «mais felizes».Bem, não sei se algumas de nós gostam de ouvir isto mas há um rapaz certo para nós, a procura é que tem que ser mais alargada, sei lá, procurem no Google (seria tudo mais fácil assim não?) ou assim, vão ver que vão encontrar o vosso rapaz, «dominas as tuas emoções e acredita  que com a hipocrisia dos outros é aquela com que melhor podes, és uma miúda fantástica e crê nas tuas decisões, a hipocrisia é o fracasso dos convencidos», se é que me entendem : vocês são lindas, fortes e as melhores, vocês não tem mesmo valor, não podem ser «vendidas» nem sequer «compradas», vocês são umas miúdas fantásticas e isso serão até a vossa ultima respiração.

[cliks]

Labels:




life (2)
Saturday, July 30, 2011 @ 10:44 PM | comment (20)

QUERIDA MÃE E QUERIDO PAI, QUERO UM ASSIM PARA MIM !

Labels: ,




life (1)
Wednesday, July 13, 2011 @ 6:48 PM | comment (87)

Não faças do amanhã sinónimo de nunca, nem que o ontem te seja o mesmo que nunca mais. Os teus passos ficaram. 
Olhar para trás, mas vai em frente pois há muitos que precisam que chegues para poderem seguir-te.

A vida trás muitas rasteiras e obstáculos, que por vezes não conseguimos ultrapassar, é um enorme desafio para alguns e uma facilidade para outros, mas o que seria da vida se não fosse um desafio ? Pois não teria piada nenhuma. Mas nesta experiência chamada vida todos encontramos as nossas fraquezas, os nossos medos, os nossos receios, as nossas fantasias, criámos memórias, deixamos saudades, criámos amizades, sentimos a falta de algo ou de alguém, magoámos, chorámos, gritámos, dançamos, saltamos, cantamos, sorrimos, fazemos bolas com as pastilhas elásticas e ficam coladas na cara, queimámos-nos numa vela, atiram-nos a piscina,  fizemos juramentos eternos, quisemos ser astronautas, cozinheiros, médicos, já fomos para o telhado para ver as estrelas, já jogamos as escondidas, já fugimos de casa e voltámos no instante a seguir, já nos chateamos, já estivemos no meio de uma multidão mas sentimos a falta de uma única pessoa, já acordamos a meio da noite e tivemos medo de nos levantar, já sentimos cansaço, já fizemos perguntas sem nexo e que não merecem resposta, já mergulhamos na piscina e não quisemos sair mais, já prometemos um para sempre mas foi um para sempre pela metade, já chorámos ao ver amigos partir, já fizemos uma ferida, já nos atirámos para o colo de alguém, já sentimos a falta dos nossos pais mas nunca lhes dissemos, já fomos para a cama tão felizes ao ponto de não conseguirmos adormecer, já tivemos incertezas já sentimos calor e frio ao mesmo tempo. Foram tantas as coisas que fizemos, tantos os momentos fotografados pela lente da emoção e guardados nesse baú chamado coração, mas agora um questionário pergunta-me, grita-me do papel : «Qual é a sua experiência ?», esta pergunta faz eco no meu cérebro »experiência, experiência», agrada-me perguntar quem redigiu este questionário sobre esta tal experiência a qual eu gosto de também chamar de «Vida» ? Quem a tem ? Se a cada momento tudo se renova


Labels:




feelings (11)
Tuesday, July 12, 2011 @ 6:27 PM | comment (15)

Só preciso de me lembrar que estamos no verão. (desculpa)

Labels:




feelings (9)
Sunday, July 3, 2011 @ 5:23 PM | comment (82)




«Quero tudo novo de novo. Quero não sentir medo. Quero me entregar mais, me jogar mais, amar mais.Viajar até cansar. Quero sair pelo mundo. Quero fins de semana de praia. Aproveitar os amigos e abraçá-los mais. Quero ver mais filmes e comer mais pipoca, ler mais. Sair mais. Quero um trabalho novo. Quero não me atrasar tanto, nem me preocupar tanto. Quero morar sozinha, quero ter momentos de paz. Quero dançar mais. Comer mais brigadeiro de panela, acordar mais cedo e economizar mais. Sorrir mais, chorar menos e ajudar mais. Pensar mais e pensar menos. Andar mais de bicicleta. Ir mais vezes ao parque. Quero ser feliz, quero sossego, quero outra tatuagem. Quero me olhar mais. Cortar mais os cabelos. Tomar mais sol e mais banho de chuva. Preciso me concentrar mais, delirar mais.Não quero esperar mais, quero fazer mais, suar mais, cantar mais e mais. Quero conhecer mais pessoas. Quero olhar para frente e só o necessário para trás. Quero olhar nos olhos do que fez sofrer e sorrir e abraçar, sem mágoa. Quero pedir menos desculpas, sentir menos culpa. Quero mais chão, pouco vão e mais bolinhas de sabão. Quero aceitar menos, indagar mais, ousar mais. Experimentar mais. Quero menos “mas”. Quero não sentir tanta saudade. Quero mais e tudo o mais. “E o resto que venha se vier, ou tiver que vir, ou não venha".» Fernando Pessoa. ♬ ♪

Labels:




@ 12:00 PM | comment (80)

Eu não sou de ferro, ainda tenho sentimentos e preciso de um momento sozinha, sozinha.
A saudade é enorme, as lágrimas escorregam pelo meu rosto sempre que penso em ti (ex-)melhor amigo, se é assim que queres que te chame, sempre que me lembro da causa do nosso fim, não consigo aceitar, ainda, a maneira como isto acabou, ainda não, é só isso que peço a toda a gente, por favor, não me peçam que aceite já que perdi o meu melhor amigo por uma coisa tão estúpida que nem merece que seja aqui referida. Quando a nossa música toca eu desligo o mp4, não quero ouvi-la mais, não por agora, pois agora ainda não consigo aceitar nada. Nada me pode ajudar agora, eu só preciso de um tempo para que tudo encaixe na perfeição na minha cabeça, agora só não sei é dizer-te quanto tempo isso vais demorar. «Não é um adeus, é uma até já» (ex-)melhor amigo. Virei costas ao mundo inteiro.

Labels:




Older Posts & Newer Posts