Let it be †

Let it be †
All Mota
Todos os textos escritos neste blogue são escritos pela autora, caso contrário estão devidamente identificados. Agora sobre mim? Bem, sou portuguesa, tenho uma irmã gémea, tudo o que aqui escrevo tem um motivo, uma razão e um porquê e em cada um é diferente, tenho um auto controlo de nível médio, mas em termos de confiança supero-me, tenho gostos e desgostos como toda a gente e de cada erro que cometo levo de cada um uma aprendizagem, sou uma pessoa calma, mas também tenho os meus momentos de loucura e também me torno bastante impaciente quando tem que ser. Sou altruísta e detesto-me por isso, defendo que nem todos os irmãos têm de ser de sangue, e como sempre quis ter um irmão da minha idade e outro mais velho tornei o meu desejo realidade. Adoro estar nos braços de um rapaz, mas tudo tem um fim e tudo acaba bem, e se não acabou bem, é porque ainda não chegou ao fim. xo-xo

† facebook † tumblr † seguir-me
02.2011 03.2011 04.2011 05.2011 06.2011 07.2011 08.2011 09.2011 10.2011 11.2011 12.2011 01.2012 03.2012 04.2012 05.2012 07.2012 11.2012 02.2013
layout : drivefaraway
icon : violetbirdy
before I was missing him , now I have his love (part one)
Sunday, November 27, 2011 @ 7:54 PM | comment (26)





Até agora ela mal se apaixonou, os relacionamentos eram poucos, quatro ao todo, assusta-a um pouco a intensidade dessa emoção, a maneira como o rosto dele se intromete nos seus pensamentos, o nome dele, a maneira como tudo, de algum modo, ela conspira para que ele não lhe saia da cabeça (...). O que achava de todas esta atenções? Bem, talvez pensasse que alguém, algures, pudesse apaixonar-se. Ela nunca questionou isso, e ele também não. A sua temperatura corporal está alta enquanto que lá fora está bastante baixa. Está em casa fechada, deitada enrolada nos cobertores. O tempo está a passar e, enquanto ele passa, ela escuta a música dele, dela, deles os dois (para não ouvir o barulho do vento), as lágrimas começam a cair entre os sorrisos das recordações boas. A saudade já os mata por dentro desde do último minuto em que se falaram. Um telemóvel não substitui uma pessoa ou o contacto físico que pode existir. A escola atrapalha os encontros entre eles, mas os factores para ajudar nisso são inexistentes.(...)
(continua), 
xo-xo all mota.

Labels: ,




Older Posts & Newer Posts